Mãe cria rede de voluntárias para ficar com os filhos das candidatas ao Enem

Inspiração

A jornalista Fernanda Vicente sabe na pele o quanto é difícil conciliar a maternidade com a vida profissional e os estudos. “Existe todo um sistema que te incentiva a desistir dos seus sonhos, que te culpabiliza por deixar seu filho para ir trabalhar ou estudar.” – aponta Fernanda, mãe do pequeno Davi de 7 anos. Ao identificar essas dificuldades, ela decidiu criar uma rede de apoio que une as mulheres para cuidar dos filhos das mães que vão fazer o ENEM esse ano.

A ideia começou de maneira despretensiosa. “Fiz um post me oferecendo a ajudar e começou a ‘bombar’ de comentários com outras mulheres se oferecendo para cuidar das crianças. Então decidi fazer uma lista de voluntárias e a cada minuto a lista crescia mais e mais.” Assim nasceu o Mãe no Enem que, até o momento dessa entrevista, tinha uma lista com 200 voluntárias cadastradas de diferentes regiões do país.

Enem3

Com o sucesso do projeto, as parcerias também começaram a chegar para somar. Entre elas, a advogada Ana Bavon, responsável pelas questões jurídicas do Mães no Enem como a elaboração da ficha de cadastro e do termo de responsabilidade que deve ser acordado pelas voluntárias que desejam participar. Ana também está a frente da Feminaria – uma rede colaborativa feminina comprometida em amparar, capacitar e conduzir empreendedoras por meio do afeto e da empatia.

O time de parceiras conta também com assistência psicológica para as mães cadastradas que ajudam e orientam essas mulheres, além de aulas de redação online com voluntárias formadas em letras e jornalismo. Tudo gratuito e voluntário.

Enem1Enem5

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para participar como voluntária tem que ser mulher – não necessariamente mãe – maior de 18 anos, residente e domiciliada no Brasil. Basta solicitar uma ficha de cadastro pelo email maesnoenem@gmail.com.

Os planos para futuro incluem ampliar a atuação da iniciativa e criar uma rede de apoio para que as mães consigam estudar, evitando assim a evasão escolar. “Mas ainda não temos nada concreto.” diz Fernanda.

“Eu quero ver mulheres entrando na universidade, mostrar para elas que juntas somos mais fortes e que elas não estão sozinhas, a gente está aqui acreditando e torcendo por elas.” E nós também Fernanda! Torcemos não só por essas mulheres que estarão no Enem mas por mulheres como você que pelo poder da empatia e capacidade de realização mudam a história de tantas pessoas.


Esse ano o Enem acontece dias 5 e 6 de novembro. Os portões serão abertos às 12h e se fecham às 13h. O início das provas é às 13h30. O primeiro dia de prova dura 4 horas e 30 minutos e o segundo, 5 horas e 30 minutos. Ele é o principal canal de acesso às universidades públicas brasileiras, além dos programas do governo federal que oferecem financiamento com juros baixos (Fies) e bolsa de estudo (Prouni).